6 temas que devem ser evitados durante as reuniões familiares nesta quadra natalícia

Ao longo do ano, existem variadíssimos eventos, muitos deles com alguma relevância, no entanto o Natal e a noite de passagem de ano correspondem às quadras onde temos mais reuniões familiares e as que vamos recordar com um carinho maio. Contudo, por muito que algumas famílias queiram, nem todos os seus constituintes nutrem um amor eterno uns pelos outros. Em alguns momentos, o carinho até pode estar presente na sua relação, mas falta aquela chama e faísca para que a relação flua positivamente.

Nestas festas, estes pequenos conflitos familiares explodem como o fogo de artifício. Há determinados temas que trazem uma atmosfera perigosa. De facto, estes temas que devem ser considerados tabu desatam pequenas confusões entre as pessoas que se querem respeitar, contudo o seu poder destruidor é relativamente maior. Assim, hoje apresentamos-lhe os vários temas que não devem ser abordados nos jantares e festas que se verificam nesta quadra do ano.

Rawpixel.com
Foto vía Shutterstock: Rawpixel.com

Política

Há pessoas que se amam perdidamente e que conseguem lidar com a culpa de uma discussão sobre a política. Nestas reuniões, o debate parece dar-se entre os jovens e os mais velhos, contudo, pode nem sempre ser assim. Actualmente, assistimos a mudanças notáveis na política nacional e, desta forma, o debate surge na bandeja de prata em que nenhuma pessoa fica satisfeita sem a sua merecida porção.

Este tipo de conflito acaba por impor um mau ambiente na sala onde se desenrolou. Na verdade, todos queriam ter a razão, mesmo que nenhum a mereça. O tema da política irá sempre surgir, quer seja devido a um anúncio televisivo ou por um comentário solto pelo cunhado que procura ganhar alguns pontos juntamente do seu sogro. Enfim, no fundo é que haja paz e que no toca aos assuntos políticos, devemos deixá-los ao cargo dos verdadeiros responsáveis.

WAYHOME studio
Foto: WAYHOME studio

Desporto (futebol, principalmente)

É de senso comum que em Portugal, o futebol é o desporto que reina neste ramo e que a maioria dos seu seguidores são autênticos fanáticos do clube que apoiam. Assim, se há mesa se juntam dois adeptos do mesmo clube ou de clubes diferentes, o debate sobre futebol é como um verdadeiro inflamável para desencadear um incêndio natalício. Falar de futebol com tanto ímpeto é uma actividade que deve  ser evitada. Aqueles que não se interessam tanto por desporto vão simplesmente olhar para as pessoas que se apresentam nesse momento como as protagonistas sem realmente saber o que fazer… Talvez esperando a chegada do Pai Natal. Os que discutem odeiam-se por breves instantes e a reunião familiar acaba por se converter numa tragédia grega. Portanto, um conselho sábio: Futebol, nem mencioná-lo!! 

DGLimages
Foto vía Shutterstock: DGLimages

Doenças

Chegamos a uma certa idade e o ser humano começa a desfrutar das competições mais macabras, principalmente relativamente às doenças. Mesmo que não tenham como intenção competir, começam a surgir algumas conversas sobre sintomas, pernas inchadas, cataratas, artrose e ciáticas. Quem sabe se alguém não vai começar a tagarelar sobre os vestígios daquela operação que fez há 35 anos atrás… A sua avó será ainda capaz de tirar todos os seus compridos e fazer um castelo com os mesmos só para demonstrar alguma teoria que apenas ela consegue entender!

Portanto, o ideal é deixar esta temática também de parte!

goa novi
Foto vía Shutterstock: goa novi

Os menus dos anos anteriores 

Ninguém gosta de comparações. Portanto da mesma forma que recebe com um sorriso amarelo os comentários feitos sobre o/a anterior namorado/a do/a seu/sua companheiro/a, também o/a cozinheiro/a de serviço que trabalhou ao mais ínfimo detalhe para colocar pratos deliciosos na mesa não gosta, igualmente, de ouvir comentários sobre os jantares dos anos anteriores, a não ser que o comentário seja a seu favor. Assim, se o jantar não lhe agrada, continue a comer com um sorriso na cara. Às vezes, um simples comentário pode ser a razão para fazer com que um mau ambiente se instale.

Kamil Macniak
Foto vía Shutterstock: Kamil Macniak

Estes são alguns dos temas que devem ser deixados à porta de casa para não provocar o homicídio da boa disposição em qualquer jantar ou reunião que marcam esta quadra. A vida tem aspectos suficientemente bons e bonitos para serem mencionados e falados em vez daquelas temáticas que só trazem o mau ambiente! Felizes comidas e jantares!

Veja também:

Dê-nos a sua opinião

Faraway
Tome nota destes 12 conselhos de um divorciado para evitar erros no seu matrimónio
Porque a experiência dos outros pode ajudar a manter viva a sua relação, fique atento aos conselhos de alguém que se divorciou e se arrependeu de não ter feito de outra forma...
Quer um casamento feliz? Aqui fica uma lista de conselhos definitiva, realista e directa
Quer um casamento feliz? Aqui fica uma lista de conselhos definitiva, realista e directa
Mark Manson, um reconhecido jornalista e escritor, perguntou às pessoas com mais experiência sobre os segredos para um casamento feliz.
Como conviver em casal: 5 passos para acertar no caminho para a felicidade
Como conviver em casal: 5 passos para acertar no caminho para a felicidade
Quando se vive com alguém, a grande pergunta é: o que pode ser feito para que corra tudo bem? E cá estamos nós, com as respostas.

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação