Publicidade
6 temas que devem ser evitados durante as reuniões familiares nesta quadra natalícia

6 temas que devem ser evitados durante as reuniões familiares nesta quadra natalícia

Porque às vezes, a melhor opção é falar de coisas positivas ou simplesmente comer para que nada destrua o bom ambiente que se vive à mesa!

  • Vida a Dois
  • Conselhos
  • International
  • Família
  • Felicidade

Ao longo do ano participamos em variadíssimos eventos, muitos deles com alguma relevância, mas a verdade é que tanto o Natal como a noite de passagem de ano correspondem às quadras com maior número de reuniões familiares, que iremos sempre recordar com maior carinho. De qualquer forma, e por muito que algumas famílias o quisessem evitar, nem todos os seus constituintes nutrem um amor eterno uns pelos outros. O carinho até pode estar presente nas relações, mas falta um entendimento e empatia, nomeadamente aquela chama e faísca necessárias para que a relação flua positivamente.

guardar
Foto via Shutterstock: Rawpixel.com
Publicidade

Por isso, não é rara a vez que, nestas festas, explodem pequenos conflitos familiares, tal fogo de artifício. Mais concretamente, existem determinados temas que sabemos terem o poder de provocar uma atmosfera perigosa! São temas que poderemos classificar como tabu, pois desatam pequenas confusões entre as pessoas que se querem respeitar, possuindo um alto poder destruidor. Assim, e porque queremos a paz e a harmonia característica desta quadra, hoje damos-lhe a conhecer os vários temas que não devem ser abordados em todos os jantares e festas que acontecem nesta época natalícia.

Política

Há pessoas que se amam perdidamente e que conseguem lidar com uma discussão sobre a política. Mas nem sempre é assim. Nestas reuniões, em particular, o debate dá-se muitas vezes entre os jovens e os mais velhos, eventualmente gerado pelo conflito geracional, embora atualmente – e graças às notáveis mudanças na política nacional – o debate se estenda numa bandeja de prata a nível horizontal a todos os presentes, que não se inibem de manifestar a divergência de opiniões.

Este tipo de conflito acaba por impor um mau ambiente na sala onde se desenrola. Na verdade, todos querem ter a razão, mesmo que nenhum a mereça. O tema da política poderá sempre surgir, quer seja devido a um anúncio televisivo ou por um comentário solto feito pelo cunhado ou cunhada, que procura ganhar alguns pontos juntamente do sogro. Enfim, no fundo o que queremos é que haja paz e, por isso, que no toca aos assuntos políticos, devemos deixá-los ao cargo dos verdadeiros responsáveis.

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

guardarWAYHOME studio
Foto: WAYHOME studio

Desporto (futebol, principalmente)

É de senso comum que, em Portugal, o futebol é a modalidade que reina no desporto e que a maioria dos seus seguidores são autênticos fanáticos do clube que apoiam. Assim, se há mesa onde se juntam dois adeptos do mesmo clube ou de clubes diferentes, o debate sobre futebol é como uma acendalha para desencadear um verdadeiro incêndio natalício. Falar de futebol com muito ímpeto é uma atividade que deve  ser evitada. E aqueles que não se interessam por desporto vão simplesmente ficar a olhar para as pessoas que se apresentam nesse momento como as protagonistas, sem realmente saber o que fazer… Talvez à espera da chegada do Pai Natal! Os que discutem odeiam-se por breves instantes e a reunião familiar acaba por se converter numa tragédia grega. Portanto, um conselho sábio: Futebol, nem mencioná-lo!! 

guardarDGLimages
Foto via Shutterstock: DGLimages

Doenças

Chegamos a uma certa idade e o ser humano começa a desfrutar das competições mais macabras, principalmente relativamente às doenças. Mesmo que não tenham como intenção competir, começam a surgir algumas conversas sobre sintomas, pernas inchadas, cataratas, artrose e ciáticas. Quem sabe se alguém não vai começar a tagarelar sobre os vestígios daquela operação que fez há 35 anos atrás… A sua avó será ainda capaz de tirar todos os seus comprimidos e fazer um castelo com os mesmos, só para demonstrar alguma teoria que apenas ela consegue entender! Portanto, o ideal é deixar esta temática também de parte!

guardargoa novi
Foto via Shutterstock: goa novi

Os menus dos anos anteriores 

Ninguém gosta de comparações. Portanto da mesma forma que recebe com um sorriso amarelo os comentários feitos sobre o/a anterior namorado/a do/a seu/sua companheiro/a, também o/a cozinheiro/a de serviço que trabalhou ao mais ínfimo detalhe para colocar pratos deliciosos na mesa não gosta, igualmente, de ouvir comentários sobre os jantares dos anos anteriores, a não ser que o comentário seja a seu favor. Assim, se o jantar não lhe agrada, continue a comer com um sorriso na cara. Às vezes, um simples comentário pode ser a razão para fazer com que um mau ambiente se instale.

guardarKamil Macniak
Foto via Shutterstock: Kamil Macniak

Estes são alguns dos temas que devem ser deixados à porta de casa para não provocar o homicídio da boa disposição em qualquer jantar ou reunião que marcam esta quadra. A vida tem aspetos suficientemente bons e bonitos para serem mencionados e falados em vez daquelas temáticas que só trazem o mau ambiente!

Feliz jantar de Natal!

Veja também:

Publicidade

Dê-nos a sua opinião