Noivos de cadeiras de rodas: como realizar um casamento de sonho

Quando falamos em casamento, a primeira imagem que nos vem à cabeça é de um dia idílico, com tudo a funcionar às mil maravilhas, e noivos vestidos como manda o figurino, sem olheiras nem qualquer outro traço que denuncie o desgaste físico que advém da organização da boda. Se nos referirmos a noivos com deficiência, então esse desgaste ainda pode ser maior.

Como sabemos que nem tudo são flores e que nem todos os casais primam pelas melhores condições físicas, decidimos dedicar este texto a eles. Até porque todos temos direito a uma boda de sonho…

Então, tome nota destas dicas, para que o seu casamento seja tão ao mais bonito que o de Michael Fassbender e Alicia VikanderMesmo que tenha de ir de cadeira de rodas.

Fotografia: Peter and Veronika via Style Me Pretty
Foto de Peter and Veronika via Style Me Pretty

Converse com um wedding planner

Quando as noivas e/ou os noivos paraplégicos organizam um casamento é importante discutirem com o wedding planner quais os obstáculos a superar para que não sintam a diferença, mesmo estando de cadeira de rodas. Há cinco pontos centrais na organização de um casamento que têm mesmo de ser tidos em conta:

1. A localização

Um dos maiores obstáculos do espaço para a cerimónia e celebração do casamento são as escadas. Nem todas as igrejas, hotéis e quintas têm bons acessos para quem anda de cadeira de rodas. Apesar de já terem havido muitas campanhas a alertar para a necessidade de se adaptarem os edifícios para os indivíduos com deficiência, ainda há um longo caminho a percorrer. Quanto mais antigo e histórico for o edifício, mais difícil é que esteja conforme as necessidades alternativas. Se quiser muito casar num desses monumentos, pode sempre alugar rampas móveis. Mas há outros pontos que também devem ser adaptados… Não só tendo em conta os noivos com deficiência, como qualquer convidado que também possa estar na mesma situação.

  • Os sanitários devem ser acessíveis para cadeiras de rodas;
  • As entradas e os corredores da igreja devem ser largos o suficiente para estas se moverem livremente;
  • Devem ser assegurados quartos para pessoas com deficiência física;
  • Os convidados em cadeiras de rodas precisam de mais espaço nas mesas do casamento;
  • Uma grande pista de dança será o ideal;
  • Optar por menu em vez de buffet, para que a celebração seja um pouco mais silenciosa e fácil.
D.R.

2. O transporte

O transporte dos noivos ou convidados em cadeiras de rodas, por norma, é pensado pelos familiares que já têm carros preparados para os receber. Mas imagine que a cerimónia e a celebração são feitas em locais diferentes e longe uma da outra. É imperativo que os noivos ou os wedding planners tenham em consideração aqueles que têm mais dificuldade em se locomover, calculando o tempo que levará para colocá-los no meio de transporte e o tempo da viagem. Claro que o ideal seria a cerimónia e a celebração acontecerem no mesmo local, sem viagens complicadas entre os diversos pontos do programa. Acreditamos que, se a deficiência for de um dos noivos, eles não vão complicar a coisa.

Foto de Peter and Veronika via Style Me Pretty

3. O vestido da noiva

Basicamente, uma noiva de cadeira de rodas pode usar quase qualquer tipo de indumentária. Mas se ela ficar doida por um vestido muito longo, com uma cauda comprida e um véu ostensivo, pode sempre mandar encurtá-los. A noiva continua com a base do modelo, apenas ajusta-o à sua condição. O mais importante é que esta se sinta bem e não disfarçada. Algumas roupas ficam melhores, quando a mulher está de pé. Portanto, as noivas com deficiência devem procurar vestidos com tecidos que fluam facilmente e que sejam fáceis de vestir.

Com isso não se tem de preocupar, já que há uma infinidade de modelos bonitos. Comece por procurar um vestido que tenha fechos e zíperes em locais variados, pois permite que a própria pessoa se vista sem precisar de terceiros, mantendo, assim, sua autonomia. Também não seria mal pensado escolher duas peças em vez de uma. Ou seja, saia e top. Assim, é mais fácil de vestir. As rendas, folhos e outros enfeites também devem ser evitados na parte de trás do vestido, para não magoar a noiva e para não marcar o encosto da cadeira de rodas.

Foto: Gergo Batta
Foto: Gergo Batta

4. O baile

A tradicional dança a dois faz parte da festa de casamento. Mas, para um(a) noiva(o) que usa cadeira de rodas, a coreografia pode parecer impossível. Mas não é! Existem até histórias incríveis de noivos, em que um ou os dois iam de cadeiras de rodas, e que fizeram disso uma vantagem. O importante é que ensaiem bastante e com antecedência uma coreografia preparada por um profissional ou mesmo por um amador que goste do mundo da dança. Opte por movimentos curtos e básicos, para que a sua cadeira possa circular sem grandes dificuldades. Se não quiser arriscar muito, o ideal é escolher músicas mais românticas ou valsas. Por fim, faça um ensaio final no salão de festas, para ter referência do espaço e do tamanho da pista. Sabia que, no Youtube, há dezenas de danças para pessoas com deficiência se inspirarem?

D.R.
D.R.

5. A fotografia

O casamento é um momento tão importante na vida de dois apaixonados, que as fotografias são essenciais, para manterem vivos os momentos mais marcantes. Para isso, é importante contratar um profissional da fotografia que maneje a máquina com competência e engenho, independentemente das dificuldades que encontre. Se escolher um fotógrafo que ainda consiga enaltecer a sua condição, de forma natural, sem carregá-la com momentos negativos, melhor. Aí, já poderá dizer: “encontrei o fotógrafo que vai tornar este dia memorável”. Isso não quer dizer que deixe tudo nas mãos dele. É importante que, antes do Grande Dia, converse com ele e lhe explique, não só o que deseja, mas também as possíveis limitações na hora de tirar as fotografias.

Uma dica interessante seria mesmo a de lhe pedir que tome nota dos detalhes românticos do dia, mesmo que isso mencione a deficiência de um dos noivos. Por exemplo, seria interessante ele capturar os instantes em que o noivo se “desmancha” em cuidados com a recém-esposa. Já agora, sugira-lhe que procure os melhores espaços para fotografar apenas aos dois… Mas isso ele já deve saber!

Fotografia de Peter and Veronika via Style Me Pretty

Como vê, tudo tem remédio. Não vale a pena ficar ainda mais ansiosa(o) com o seu Grande Dia, por causa da sua condição. Rodeie-se das pessoas certas e dos profissionais mais experientes, que tudo correrá sobre rodas…

Comece já a pensar nos 10 detalhes deco que todas as noivas de 2018 procuram para se sentirem “in” e, já agora, saiba como provocar uma reação UAU ao espaço da sua boda.

Créditos de Fotos: Peter and Veronika via Style Me Pretty | Gergo Batta 

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação