9 discussões que tem de ter com o seu parceiro antes de casar

O amor é lindo. E tudo o que deriva dele parece desembocar em sorrisos e faíscas de muita cor! Mas há situações menos positivas que também são próprias de um verdadeiro idílio. Os casais desentendem-se e podem fazê-lo frequentemente, pois faz parte do dia a dia. E isso não é necessariamente mau (se for equilibrado)!

Apesar ser importante resolver e controlar os desentendimentos (sobretudo o grau dos mesmos!), há 9 discussões que tem de ter com o seu parceiro antes de dar um passo tão importante como casar. Porque entre duas pessoas que se amam, também é importante descobrir as personalidades de cada um em situações mais tensas.. E no final destas discussões, vai ver que se vão amar ainda mais!

Photographee.eu
Foto via Shutterstock: Photographee.eu

Tarefas domésticas

Num casal, há tarefas domésticas que são mais indicadas para um do que para outro. Aliás, aquele que é perfeccionista em determinada tarefa fica louco quando o outro a faz incorrectamente. E depois lá vem discussão por causa de uma pilha de camisas mal passadas a ferro ou a relva por cortar! Mas sabe uma coisa? Este tipo de desentendimentos é necessário para perceber com que tipo de pessoa vamos partilhar a nossa vida. E, claro, para redistribuir e adaptar tarefas a cada uma das personalidades (e habilidades!).

De qualquer forma, se um prefere lavar pratos e o outro é um verdadeiro profissional a pôr a casa-de-banho a brilhar – e vocês vivem perfeitamente com isso – óptimo! Não há necessidade de trocar ou reajustar seja o que for. Mas atenção: o facto de um ser melhor numa ou em várias tarefas não quer dizer que as assuma todas, só por que é bom a desempenhá-las. Aqui o importante é o equilíbrio e, inclusivamente, ter noção de que, muito provavelmente, será necessário aprender novas tarefas.

wavebreakmedia
Foto: wavebreakmedia

Veja também As 10 qualidades do homem perfeito: agarrem-no se puderem!

Ciúmes

“Eu não sou ciumento/a” afirmam muitas pessoas, muito seguras delas próprias. Provavelmente há casais que não se preocupam com este tipo de coisas mas, na maioria dos casos, estas pessoas estão a mentir e acabam por, também elas, cair na armadilha dos ciúmes. A verdade é que nem sempre é uma obsessão (e nem deve ser!), mas não são raras as vezes que aquele ‘bichinho’ começa a causar alguma comichão… Por isso, as discussões por excesso de actividade no telemóvel (Whatsapp ou redes sociais) ou por certos comportamentos com terceiras pessoas acabam por ser habituais.

Na maior parte das vezes, o ciumento não tem razão e as ‘coisas’ resolvem-se, mas não será demais estar atento(a) a essa vertente da sua cara-metade, muitas vezes incontrolável e perigosa. Os ciúmes, por outro lado, também ajudam o outro a sentir-se valorizado. Neste caso, as discussões acabam por não ser tão fortes.

Ditty_about_summer
Foto: Ditty_about_summer

Veja também Quando o amor, por si só, não é suficiente: 10 coisas que todas as relações felizes precisam!

Chegar atrasado

Como casal, e mesmo que não vivam juntos, vão deparar-se com inúmeras situações em que vão ter se despachar em separado, para se encontrarem e irem juntos a qualquer lugar. E quando um se atrasa e leva o outro a ter de correr, suar e stressar até níveis inimagináveis? A verdade é que os meios de transporte em estações e aeroportos não têm nenhuma intenção de esperar por vocês, assim como os jantares ou acontecimentos importantes não aguardam a vossa chegada para começar….

Nesses momentos têm duas opções: gritar ou reprimir a ira. Recomendamos que “grite”, para libertar tensões, embora sem exageros e sempre com respeito (nada de palavrões e acusações de cabeça quente, as quais depois se irá certamente arrepender de ter dito)… E depois de falarem e discutirem, aí sim, devem procurar a tranquilidade para poderem desfrutar do vosso programa. Claro que nunca é bom recriminar alguém, mas se a culpa do atraso foi de algum de vocês, é bom que o saiba para aprender a lição da próxima vez.

wavebreakmedia
Foto via Shutterstock: wavebreakmedia

Emprestar dinheiro a terceiros

Perante um pedido de ajuda financeira de um amigo ou familiar, só existem duas possibilidades: ignorar e poupar esse montante para uma necessidade futura ou emprestar o dinheiro e arriscar a perdê-lo para sempre (Ou não! Os empréstimos são isso mesmo: empréstimos!). Estas situações podem gerar alguma tensão entre o casal, mas até é bom que surjam para que ambos possam conhecer os valores da outra pessoa. E é nestes momentos que se revelam comportamentos como o egoísmo, a generosidade ou a empatia. 

E se fossem vocês a precisar de ajuda? Ok, provavelmente até são do tipo de pessoas que não gosta de pedir nada a ninguém e preferem travar as vossas batalhas sozinhos, mas a verdade é que ninguém está livre de, eventualmente, precisar de uma mão amiga. Depois de terem falado sobre o assunto e chegado a uma conclusão do que é melhor fazer, aproveitem para colocar em cima da mesa assuntos como o futuro da família e os valores da mesma. E se tiverem de gritar um pouco um com o outro, também não o vamos proibir…

Andrey_Popov
Foto via Shutterstock: Andrey_Popov

Decisões sobre a casa

Falamos da casa e de tudo o que há no seu interior, desde o estilo da mesma até aos pormenores da decoração. E é aqui, nas decisões sobre a casa, que muitas vezes as personalidades dos elementos do casal entram em choque. O ideal será sempre o consenso, que acontece quando as personalidades são mais coincidentes, mas sempre que há discordâncias as discussões acabam por “estalar” por qualquer motivo, até pela cor da cortina da casa-de-banho! A boa notícia é que, regra geral, no final deste tipo de desentendimentos um acabará sempre por ceder, normalmente aquele que se preocupa menos com estes assuntos. Mas é bom que estas discussões aconteçam: se estão dispostos a aguentá-las, então quer dizer que podem seguir em frente rumo à vossa felicidade!

WAYHOME studio
Foto via Shutterstock: WAYHOME studio

Veja também 5 coisas que mudam quando começamos a viver com outra pessoa

Excesso de trabalho

O trabalho acaba por ser saudável para a vida conjugal, que não precisa de se alimentar apenas de amor. Levar a sério a vida laboral é algo positivo, assim como apostar numa carreira profissional, não só para nos sentirmos orgulhosos de nós próprios como também para procurar uma vida melhor para a própria família. Mas todos concordamos que também é super importante terem tempo para estar um com o outro. E quando a vida laboral ofusca a sentimental, as discussões vão acabar por surgir.

De qualquer forma, nesta fase, discutir sobre este assunto não é necessariamente mau, porque vão ajudá-lo(a) a estabelecer prioridades. O que será mais correcto? Ter tempo para estarem juntos sem descuidar o trabalho, que assegura um bom futuro. A palavra-chave? Equilibrio. Por isso, se o trabalho está sempre a gerar discussões, será o momento de tomar decisões.

Dmytro Zinkevych
Foto via Shutterstock: Dmytro Zinkevych

Veja também 8 maus hábitos que tem de largar se decidirem “viver juntos”

O local onde vão viver

Cidade, campo, montanha… As preferências e gostos pessoais são muito importantes, mas também há que ser prático e ter em conta o trabalho e a eventual descendência. Antes de se casarem, é importante falar e discutir sobre o local onde irão viver. Desta forma, também conhecem um novo lado da vossa cara-metade e têm a certeza se querem ir em frente ou não.

Se tiverem de escolher uma cidade ou até mesmo um país, o assunto é ainda mais delicado. Se o vosso trabalho implica estar fora vários anos do outro lado do oceano; quando um de vocês é estrangeiro e começa a sentir uma certa nostalgia e sugerir uma mudança de ares… Estaria disposto(a) a deixar o seu lugar de conforto por amor? Ceder, entregar-se, ser generoso.. uma família enfrenta muitas vezes decisões difíceis e a solução mais correcta passa sempre pelo bem da mesma. Esperemos, por isso, que todas as discussões em torno destes assuntos acabem sempre bem!

Foto via Shutterstock
Foto via Shutterstock

Veja também 5 cidades românticas portuguesas das quais ninguém fala: venham conhecê-las!

Sexo

O sexo pode ser muitas vezes um motivo de discussão importante, pelo que há que resolver todas as questões antes de dar o grande passo que é o casamento. O tempo, as formas, as mudanças, a rotina…Tudo o que está relacionado com o sexo está submetido a exame. Por isso, é conveniente discutir sobre o assunto e conhecer as preferências do nosso parceiro ou parceira, ou saber como vai reagir em determinadas situações. A falta de sexo ou uma excessiva preocupação (ou até obsessão!) com o mesmo motiva numerosas discussões, que nem sempre terminam da melhor forma.

Veja também O significado dos sonhos sobre sexo: saiba tudo e relaxe!

nd3000
Foto via Shutterstock: nd3000

Esquecer-se de datas importantes

Sempre se associaram às mulheres as discussões relacionadas com esquecimentos de datas importantes, mas a verdade é que se transformou num cliché de casal. Os homens de hoje em dia também têm memória e sentimentos e gostam de recordar determinados momentos.

Não é necessário organizar uma festa com orquestra e trapezistas para demonstrar o vosso amor, mas também não é nada de mais recordar quatro ou cinco datas importantes e pontuais. Mais do que discussões, a falta de memória gera decepção e vai semear dúvidas que, em muitas ocasiões, serão infundadas: nem todos nos preocupamos muito com essas coisas. De qualquer forma, para os mais esquecidos, criem estratégias para se lembrarem dos momentos chave da vossa relação, trabalhando numa memória selectiva que evite grandes discussões ou decepções.

Veja também 35 coisas que as mulheres casadas estão cansadas de ouvir

Antonio Guillem
Foto via Shutterstock: Antonio Guillem

Se conseguirem sair de todas estas batalhas campais sem demasiados danos, quer dizer que estão preparados para viver debaixo do mesmo tecto, como marido e mulher. Não menosprezem o valor de uma boa discussão! Às vezes revelam-nos o futuro. Boa sorte!

Entretanto, vejam também Comprar ou alugar casa? As dicas para escolherem a vossa primeira casa em comum

Gostou deste artigo? Partilhe

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação