X

Em nossa casa: usa-se ou não se usa a recepção aos convidados à moda antiga?

Comecemos assim: aqui pelo Norte, pelo menos, é bastante comum os noivos e respectivas famílias encontrarem-se ainda antes da cerimónia propriamente dita, numa recepção festiva oferecida por quem convida, onde se tiram algumas fotografias para a posteridade, onde se admiram os noivos e onde se conversa, em alto e bom som, sobre tudo, sobre coisa nenhuma e sobre há quanto tempo não víamos aquela prima e que grande que ela está!

Solicite informação sobre “Diana Nobre Fotografia”
Diana Nobre Fotografia

Mas se as tradições já não são o que eram, o que poderemos dizer desta? Pessoalmente, eu e o meu (perfeito) marido, casamos há quase dois anos – não me perguntem como é que o tempo passou assim tão depressa! – e na altura, ambos recebemos os nossos convidados – ele recebeu os seus familiares e amigos e eu, os meus – nas nossas casas.

Pelo que me parece, da experiência que foi a nossa, os noivos vêem as coisas de uma forma mais simplista, porque mais simples também é a situação para eles. Afinal só tem de estar preocupados em não sujar a camisa ainda antes do “sim”. (Brincadeirinha pronto!) Aquela “verdade absoluta” de que o casamento é para as noivas ganha aqui dimensão e no final, todos suspiram por ver… A noiva!.. Não me arrependo, claro, de ter podido dar alguns beijinhos ainda antes de me despedir do meu quarto… Mas confesso, que a campainha lá de casa me fez ficar ansiosa, nervosa… Desejosa de pôr o pé no altar! Dito assim, se a perspectiva dos noivos é mais simplista, a minha, enquanto noiva que fui… Bem, de todo que descer escadas a par com um saiote e uma cauda enormérrima, lidando ainda com todos quantos nos querem cumprimentar, quando o nosso cérebro está adormecido e o coração bate à velocidade da luz… Não é tão simples assim!..

Esta é a nossa perspectiva. E trata-se exactamente disso, de uma perspectiva… Mas afinal, usa-se ou não se usa a recepção aos convidados à moda antiga?

Solicite informação sobre “Ilustre Fotografia”
Ilustre Fotografia

Pois bem, claro que eu, jamais poderia responder a esta pergunta sozinha! Por isso, estive à conversa com a Rita Carvalho da Cereja Weddings e com a Maria Teixeira da Mary Me Eventos – ambas especializadas no planeamento e na organização de eventos que nos deixaram a sua opinião. Curiosas? Então, cá vai:

Rita Carvalho (Cereja Weddings): 

Na Cereja consideramos que os noivos (e seu pais) devem aproveitar e viver todos os momentos do casamento de forma especial e intensa, e para isso é importante estarem descontraídos e “despreocupados”.

Mesmo as tarefas relacionadas com os detalhes pré-cerimónia/casamento como a recepção e cocktail em casa podem ser uma fonte de stress e preocupação em bem servir, ser um custo acrescido muitas vezes desnecessário, e uma obrigação para a noiva/noivo numa fase de preparativos importante.

Consideramos então que o beberete se tornou uma tradição pouco prática, funcional e obsoleta.

Solicite informação sobre “Cereja Weddings”
Cereja Weddings
Solicite informação sobre “Cereja Weddings”
Cereja Weddings
Solicite informação sobre “Cereja Weddings”
Cereja Weddings
Solicite informação sobre “Cereja Weddings”
Cereja Weddings
Cereja Weddings

Maria Teixeira (Mary Me):

Eis um tema que muito dá que falar pois a tradição já não é o que era.

É certo que nos meios mais pequenos os pais dos noivos continuam a querer começar o festejo desde cedo na sua casa, onde oferecem aos convidados um pequeno-almoço/almoço farto como forma de agradecimento pela presença de todos no grande dia dos filhos. No entanto, creio que esta prática está em desuso com o avançar dos tempos.

É cada vez mais usual os noivos quererem uns momentos a sós ou apenas com os seus familiares chegados e no caso da noiva, com as suas damas de honor, por exemplo, antes de viverem o dia mais feliz das suas vidas.

Creio que, não só porque hoje temos noção da quantidade de comida que se desperdiça num dia de casamento e acaba por ser um pouco a mais fazer ainda um “extra” para além do que vai ser servido na boda, mas também porque cada vez mais os noivos já não “saem” de casa dos pais mas sim da casa onde vivem, juntos.

Os noivos são cada vez mais práticos e acabam por não ver muito sentido em fazerem uma recepção em casa até porque tal como referi apreciam uns momentos de calma e de “respirar fundo”.

Os casamentos hoje em dia são mais “pensados”, mais calculados e todas as decisões são bem ponderadas e para os noivos tal “momento” já não é imprescindível, muito pelo contrário.

É verdade que muitas mães e pais ainda gostam de oferecer um lanchinho em casa para “apresentar a noiva” ou para “apresentar o noivo” e por vezes os meus noivos vêem-se “obrigados” a ceder, no entanto, para um número reduzido de pessoas – padrinhos, tios… Família chegada portanto!..

Como poderão ver “não há regra” mas também não há tradição.

Pelo menos no Norte, nos meios mais rurais é de facto algo que não se deixa de parte; nos meios mais urbanos, por sua vez, esta prática está em desuso.

Arrisco-me a dizer que futuramente poderemos assistir ao desaparecimento deste costume, pelo menos nos moldes que o conhecemos, com muita comida e muita bebida não só pelos motivos que já referi, mas sim porque inexiste essencialidade (e ninguém passa fome no dia de casamento para precisar de aquecer o estômago antes, verdade seja dita).

Agora contem-me vocês: como foi no vosso dia de casamento? Ou como pensam fazer?

Contacte as empresas mencionadas na reportagem:

Gostou deste artigo? Partilhe

Mais informação

Comentários (6)

Ana
14 de April de 2015

No meu casamento vai ter recepção em casa. No Norte não está nada em desuso, até onde sei.

Responder
Cristiana Simoes
23 de July de 2015

Boa tarde Aguinaldo!
Agradecemos o seu comentário!
Melhores cumprimentos,
Cristiana Simões
CM Zankyou Portugal

Bianca Oliveira
15 de April de 2015

Concordo que o beberete se tornou atualmente uma tradição pouco prática, tendo em vista que os noivos preferem estar completamente relaxados e sob os cuidados dos profissionais que vão mima-los no dia de noiva/noivo. Ter que estar com a preocupação nas costas em receber bem familiares e amigos antes do casamento traz preocupações desnecessárias antes de pisar no altar. É a minha opinião…mas respeito quem pensa o contrário. http://www.zankyou.pt/f/do-pedido-ao-altar-18026

Responder
Catarina
15 de April de 2015

Vou fazer recepção em casa, com um pequeno coffe-break antes de sairmos para a cerimónia. Não considero que esteja em desuso e terei o maior prazer em organizar mais este detalhe.

Responder
Cristiana Simoes
23 de July de 2015

Boa tarde
Agradecemos o seu comentário e desejamos-lhe muito boa sorte!

Melhores cumprimentos,
Cristiana Simões
CM Zankyou Portugal

Liliana
7 de June de 2017

Olá,

Eu e o noivo vamos sair de nossa casa, dado que já moramos juntos e embora não queira perder muito tempo com o detalhe da receção em casa, acho ainda assim que o devemos ter em conta, pelo que vamos ter miniaturas várias para os convidados petiscarem, bem como café nespresso com fartura 😉

Responder

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação