Qual o papel dos padrastos e das madrastas no casamento?

O pai de Brittany acompanhava-a, quando, de repente, parou o cortejo nupcial, por sua iniciativa, para arrastar (quase!), pela mão, o padrasto da filha, para que ambos a pudessem conduzir ao altar, numa atitude de fazer chorar até as pedras da calçada!.. As fotografias seguintes correram o Mundo, emocionando, além dos presentes no casamento, os internautas, que, como nós, aqui, na Zankyou Magazine, não resistiram ao gesto de amor e respeito do pai de Brittany.

Foto por: Delia D. Blackburn
Foto por: Delia D. Blackburn
Foto por: Delia D. Blackburn
Foto por: Delia D. Blackburn

A pergunta que fizemos quando nos deparámos com estas imagens foram: qual o papel dos padrastos e das madrastas no casamento?.. Sabemos que as relações não são todas iguais… E que este exemplo poderá não ser replicado dentro do vosso contexto familiar… Foi por isso que estivemos à conversa com a Cereja Weddings e com a My Fancy Wedding. Querem saber o que elas pensam sobre o assunto?

Hélder Couto PhotoSolicite informação sobre “Hélder Couto Photo”
Hélder Couto Photo

Cereja Weddings

Até ao momento, nunca nos deparámos com uma situação em que fosse necessário gerir um casamento onde os noivos tinham pais divorciados, e/ou madrastas ou padrastos. No entanto, somos da opinião que deve imperar o bom senso por todas as partes (mesmo quando parece ser impossível), e enquanto wedding planners a nossa função passa por dar apoio aos noivos de forma isenta, aconselhando-os caso a caso, para que o dia seja usufruído e feliz como é suposto.

It's all about...Solicite informação sobre “It's all about...”
It’s all about…

Acreditamos que questões como, “os pais da noiva/noivo não se falam”; “com quem entra a noiva na igreja”, “quem se senta na mesas dos noivos”, entre outras, são certamente cenários constrangedores e difíceis de gerir, provocando algum stress aos noivos… E acreditamos também, que nossa recomendação deva estar sempre alinhada com o cenário que os noivos nos expõem/partilham, tendo em conta conta o é que eles pretendem para o seu dia de casamento: agradar os pais ou viver o seu dia como idealizaram? Só desta forma nos é possível ajudar, antecipar e dar-lhes um bom conselho. Afinal, o nosso objectivo é que os noivos descontraiam e usufruam de todos os momentos de forma especial!..

Luminosidades Atelier de FotografiaSolicite informação sobre “Luminosidades Atelier de Fotografia”
Luminosidades Atelier de Fotografia

Por exemplo, e em resposta aos cenários acima referidos, temos algumas sugestões mais práticas:

Quando os pais da noiva/noivo não se falam OU quando há madrastas e padrastos presentes:

– Antes da cerimónia o pai/mãe deverão ser pré-informados do seu papel, onde se sentam e ao lado que quem, assim como o padrasto e madrasta;

– Os noivos podem definir durante a organização do seating plan onde os convidados se sentam, e que eventualmente alguns familiares ficarem em mesas separadas durante a refeição;

– A mesa dos noivos poderá ser apenas com padrinhos/madrinhas, damas de honor ou mesmo alguns amigos próximos.

Spatium FotografiaSolicite informação sobre “Spatium Fotografia”
Spatium Fotografia

Quem entra com a noiva na igreja?

– Caso seja efectivamente uma situação delicada, a noiva poderá convidar um familiar próximo para assumir este importante papel – por exemplo, um tio, um avô ou um irmão;

– No caso da noiva não ter pai, apenas padrasto, mas não o querer nessa função, – e quebrando as tradições – sugerimos que a noiva entre com a própria mãe.

Lounge FotografiaSolicite informação sobre “Lounge Fotografia”
Lounge Fotografia

My Fancy Wedding

Pais separados, madrastas e padrastos são um problema real para muitos casais que pretendem dar o nó. O que aconselhamos? Para saberem gerir as montanhas-russas emocionais e os constrangimentos há muito criados, mais do que testemunhos, cada casal precisa de informação real. É complicado… Mas não precisa de ser!

Imastudio fotografiaSolicite informação sobre “Imastudio fotografia”
Imastudio fotografia

A solução passa por três palavras-chave… Compreensão. Colaboração. Coordenação. A primeira fase de qualquer casamento começa precisamente por relacionamentos. Contar aos pais e à família acarreta desde logo cedo uma pressão extra nos preparativos dos noivos. “Quem vão convidar?”, “E não convidam o primo do tio do avô?”… Com dinâmicas familiares complicadas, esta pressão só aumenta e no caso específico de madrastas e padrastos, situações incómodas e mal resolvidas podem tornar-se em bichos-de-sete-cabeças! Portanto é importante Compreender. Compreender que todas as pessoas têm o seu lugar no nosso dia e fazê-las entender que estão ali por nós. É em momentos de maior felicidade que as pessoas mais cedem devido aos nervos, pelo que vamos sempre tentar simplificar. É importante tratar todas as situações e conflitos com seriedade… Mas leveza! As coisas que são leves não pesam no coração!

Efeito EspontâneoSolicite informação sobre “Efeito Espontâneo”
Efeito Espontâneo

A esta meia dose de Compreensão adicionamos uma dose de Colaboração, essencial para todos os casamentos e talvez o ponto mais importante de todos. Há que saber colaborar e aproveitar a colaboração de todos para criarmos momentos felizes! Este é um fator predominante na gestão de uma boa dinâmica. Love builds a happy home! Ainda mais que colaborantes, temos que ser diplomatas. Não devemos deixar para amanhã o que queremos dizer hoje, sem dores nem mágoas ou grandes avarias! Saber dizer o que queremos com calma e sem frustrações leva a um planeamento sem grandes aflições!

Diana Nobre FotografiaSolicite informação sobre “Diana Nobre Fotografia”
Diana Nobre Fotografia

Por último – e não menos importante – é preciso saber Coordenar. Se sabemos que à partida existem pessoas que estão em conflito, traçar um plano e agir de acordo com ele é a melhor solução! Preparar os lugares na cerimónia, as entradas e o seating plan na recepção são factores facilitadores. E como nós queremos facilitar no dia do casamento, nada mais simples do que não improvisar! Se tem um wedding planner, o primeiro passo é certificar-se de que este está a par de toda a situação. Depois disso, relaxe, oiça uma música e deixe que este se aflija por si!

João AlmeidaSolicite informação sobre “João Almeida”
João Almeida

Conselhos mais que úteis não acham? Os melhores profissionais são os Zankyou Magazine! E por falar nisso, já consultaram a nossa Guia de Fornecedores hoje? Não? Então do que estão à espera?

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Mais informação sobre

Comentários (1)

Dê-nos a sua opinião

My Fancy Wedding
10 ideias emotivas para que se recorde no seu casamento dos que já cá não estão
Num dia tão especial como o seu casamento, não pode deixar de sentir a presença de todos os que mais ama, mesmo que alguns já não estejam na Terra. Aproveite este artigo e tire 10 ideias para se recordar dos que já partiram
Helder Couto Photo
7 aspectos que ficarão na memória dos seus convidados de casamento para sempre
Apesar de os noivos serem as peças fundamentais de um casamento, não são nada sem os convidados. Olhe que são eles que vão contar a história do seu casamento. Cabe a si surpreendê-los. Há 7 aspectos que vão ficar na memória deles para sempre...
Foto: João de Medeiros
4 verdades 'verdadinhas' sobre a indústria dos casamentos
Porque de vez em quando é preciso chamar os "bois pelos nomes", a Zankyou partilha consigo 4 verdades que nem sempre estão presentes na cabeça das noivas.

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação