Publicidade
Missal para casamento religioso: já pensou no seu?

Missal para casamento religioso: já pensou no seu?

O missal é um dos elementos essenciais numa cerimónia católica. É este cronograma que indica aos convidados o que se vai passar na cerimónia. Cabe a eles seguirem o que lá está e deixarem-se imbuir pelo espírito religioso

Missal para casamento religioso: já pensou no seu?
  • Casamentos Religiosos
  • Recomendações
  • Msn
  • Católico
  • Cerimónia

Créditos foto de destaque: Invite Mi

Publicidade

Se vai casar pelo religioso, é natural que a organização da cerimónia tenha em conta alguns fatores que não seria necessário num casamento civil e vice-versa. Se você é católica e toda a sua família a educou nesse sentido, convém que comece por ir à sua igreja de referência, falar com o “seu padre, para ser ele a casá-la, e depois peça-lhe ajuda para redigir o missal… Ou então, faça-o você mesma com o seu noivo. Se não está bem dentro do assunto, nós damos-lhe já uma ajuda. O missal é uma espécie de guião da cerimónia, que pode ter diversos estilos, linguagens, cores e conteúdos. No fundo, é um cronograma da cerimónia que vai ajudar os seus convidados a se situarem, acompanharem e compreenderem o desenrolar da mesma. Nele, estão incluídas leituras, orações e cânticos, bem como outras informações importantes. Tal como na decoração da igreja, por exemplo, você e o seu noivo podem colocar o vosso cunho pessoal no missal. Precisa de ideias? Aqui vão algumas para ser inovador e criativo.

guardarA Pajarita
A Pajarita

Capa

O missal é como se fosse um pequeno livro, por isso, tem de ter capa. É nesta que vem o nome dos noivos, o nome da igreja (facultativo) e a data do casamento. É muito parecido com o convite, mas ainda pode ter outras mensagens. Há quem opte por colocar um versículo da Bíblia ou repetir a mesma frase-chave do Save the Date ou convite do casamento. Já que o missal não deixa de ser um elemento de papelaria, deve vir em consonância com todos os outros que façam parte do casamento. Ou seja, o tipo de papel e o desenho gráfico deve ser o mesmo. Já o tema da boda tanto pode vir implícito como não. Se o tema estiver relacionado com a religião católica, faz todo o sentido que assim seja. Se, por outro lado, for “imparcial”, não há necessidade. Na capa também é comum ver-se o monograma dos noivos. O que acha, gostava de incluir o vosso?

guardarChuttersnap via Unsplash
Chuttersnap via Unsplash

Cor e design

A cor e o design do missal depende de si, da sugestão do padre (se você e o seu noivo concordarem) e, quando for pertinente, do tema estilo da boda. Se optar por algo aleatório, que não tenha a ver com nada, também não há problema. Aproveite para contratar uma boa empresa de artes gráficas e deixe-os criar, de acordo com as suas ideias base. Lembre-se que é você e o seu amor que vão casar, por isso, tudo, incluindo o missal, tem de estar ao vosso gosto.

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

Formato

Por norma, o missal é retangular, tal como a maioria dos livros. E todo o seu conteúdo, tal como mencionado no ponto a falar da capa, deve estar em harmonia com a linha gráfica de todos os elementos de papelaria, como convites, menus, cartões de agradecimento, seating plan ou sitting plan. Como o missal vai ser distribuído na igreja, deve ser sóbrio, tal como o espaço.

guardarA Pajarita
A Pajarita

Tamanho

O missal não tem de ser “um testamento” (de grande). Ninguém iria ter tempo para ler tudo. Convém, sim, que seja apelativo e tenha o essencial para chamar a atenção e interesse dos convidados. Seis páginas no máximo. Só se for um missal bilíngue, como acontece nos Destination Weddings, é que se justifica que seja mais extenso. Imagine que vai casar a França, nesse caso, convém que tenha o missal escrito na sua língua e na do país anfitrião.

Conteúdo

Tendo em conta que o missal é o conteúdo programático da cerimónia, há que ter em conta vários aspetos para que este seja o mais completo possível. Por norma, este vem com a:

  • Entrada dos noivos, com as músicas que acompanham o momento;
  • Leituras da missa;
  • Cânticos;
  • Matrimónio;
  • Petições e orações.
guardar
Invite Mi

Se quiser, também pode acrescentar outros pontos, como:

  • Palavras dedicadas aos noivos por parte de algum convidado (se for surpresa, pode apenas fazer referência ao convidado e ao momento);
  • Os nomes dos padrinhos, dos pais e do padre;
  • A banda musical, coro ou nome dos músicos que vão animar a cerimónia;
  • Agradecimento a todos os presentes.

Distribuição

Não há uma norma sobre a forma como os missais devem ser distribuídos, mas se seguir estas três sugestões, vai ver que torna-se mais prático e fácil.

  • Destine essa tarefa às damas de honor ou à família chegada;
  • Deixe-os num ou vários pontos de passagem para que quem quiser;
  • Distribua pelos bancos da igreja para que cada lugar tenha um missal e todos tenham oportunidade de o ver.
guardar
a pajarita

Agora, é só desejar-lhe as maiores felicidades e muita imaginação na hora de criar o seu missal. Também pode dar-lhe jeito saber como organizar um casamento religioso em 5 etapas e como escolher a igreja perfeita para o vosso casamento.

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

a pajarita Convites
Invite Mi Convites
Publicidade

Dê-nos a sua opinião

Lista de casamentos Zankyou. Receba 100% dos seus presentes em dinheiro!