11 filmes românticos para dar as boas-vindas à Primavera

Apesar do amor ser imprevisível, floresce muitas vezes na Primavera, assim como florescem as flores nos campos, jardins, montes e vales do nosso planeta. Por isso, e longe de nos tornarmos particularmente sentimentalistas, vamos aqui falar de amor como conceito, embora abertos às suas múltiplas formas, desde as mais românticas até às mais ligeiras. Porque todas elas são amor! Para dar as boas-vindas à Primavera com uma boa sessão de cinema, deixamos aqui a sugestão de 11 filmes românticos diferentes, originais e cheios de cor. 

Dá Tempo ao Tempo

Richard Curtis, o argumentista de Quatro Casamentos e um FuneralNotting Hill O Amor Acontece (onde é realizador), é também responsável pelo argumento e realização desta encantadora obra. Com um divertido pressuposto de que é possível viajar no tempo, esta comédia romântica de fino humor inglês, muito longe dos típicos filmes de ficção científica – apesar de protagonizado por um viajante no tempo – fala sobre duas pessoas (Domhnall Gleeson e Rachel McAdams) que se conhecem e vivem o amor de uma forma peculiar. Às vezes, na vida, há mais do que uma oportunidade, apesar tudo ter consequências…

Dá Tempo ao Tempo (2013)
Foto: Dá Tempo ao Tempo (2013)

Um Ano Especial

Russell Crowe e Marion Cotillard interpretam personagens que se cruzam na bela e frutada Provença, uma das zonas de França onde, tal como em Paris, o amor acontece com mais frequência. Na história, destaca-se o vinho, o amor intercultural e o valor das pequenas coisas, reflectido no protagonista, um especialista em investimentos na Bolsa de Londres, com uma vida stressante e materialista, que é chamado a Provença por causa de uma herança. Lá, com a pureza como tela de fundo, Crow irá desfrutar da vida e da terra, em plena efervescência primaveril.

Um Ano Especial (2006)
Foto: Um Ano Especial (2006)

Sob o Sol da Toscana

Apesar dos americanos amarem o seu país, muitos dos protagonistas dos seus filmes são especialistas em fugir para bem longe quando a vida se complica. É o que acontece a Diane Lane, recém divorciada, com o coração partido e à procura de uma nova versão de si mesma. E encontra-a na Toscana, uma das regiões mais belas de Itália, onde decide restaurar uma fabulosa villa quase em ruínas. O ambiente mediterrânico, a luz, o bom vinho e a deliciosa gastronomia são os principais aliados desta viagem.

Sob o Sol da Toscana (2003)
Foto: Sob o Sol da Toscana (2003)

Ligados pelo Amor

Uma história de desamores, sonhos, juventude, maturidade, inquietude, festas, reflexões e novas oportunidades. Para além das maravilhosas personagens e bons diálogos, o filme decorre num cenário bucólico de praia no Inverno, com uma acolhedora casa sobre a areia. Delicioso.

Ligados pelo Amor  (2013)
Foto: Ligados pelo Amor (2013)

Loucamente apaixonados

Uma história de amor real, sem ser demasiado melosa. E porque as tramas no cinema vivem muitas vezes dos conflitos que precisam de ser resolvidos, aqui o amor  – que às vezes é tão profundo que até faz esquecer que existem leis e vistos – enfrenta um impedimento: diferentes nacionalidades. Felicity Jones e Anton Yelchin, uma britânica e um americano respectivamente, terão de viver o seu amor separados e aproveitar todos os momentos para repensar na vida. Entretanto, prevalecem a paixão e o amor genuínos, que ajudam a salvar as relações dos paradigmas estabelecidos.

Loucamente Apaixonados (2011)
Foto: Loucamente Apaixonados (2011)

Perseguindo Amy

Kevin Smith é um dos realizadores indies mais inqualificáveis dos Estados Unidos. As suas comédias, povoadas de diálogos espirituosos sobre assuntos banais, são fontes de grandes histórias do cinema. Como a de Ben Affleck e Joey Lauren Adamsque começa com um grande obstáculo para a viabilidade da relação: ela é lésbica. Ainda assim, a história segue o seu curso e abordam-se temas como o preconceito e o passado.

Perseguindo Amy (1997)
Foto: Perseguindo Amy (1997)

Annie Hall

O filme mais premiado de Woody Allen merece um lugar nesta lista. O realizador nova iorquino converte qualquer comédia romântica numa verdadeira obra artística, que facilmente se distancia dos filme típicos de Hollywood. Num ambiente intelectual, o personagem interpretado por Allen conhece Annie Hall (Diane Keaton), uma jovem com um enorme mundo interior, inquieta e com vontade de conquistar o mundo. Será que ela vai resistir ao neurótico Woody?
Annie Hall (1977)
Foto: Annie Hall (1977)

Hitch – A Cura Para O Homem Comum

Uma comédia fresca, com Will Smith como mestre das cerimónias, que interpreta uma personagem com um emprego curioso: ensinar os homens mais patéticos a seduzir/conquistar. Por sorte, as suas técnicas são de verdadeiro cavalheirismo e baseados no respeito, pelo que qualquer pretendente está a salvo dos machistas e convencidos que só andam à procura de sexo. No entanto, durante as aulas, Will irá cruzar-se com Eva Mendes, uma mulher que rompe com o estereótipo de Hollywood, jornalista de êxito, que lhe irá ensinar um novo conceito nos relacionamentos: às vezes só temos de ser nós próprios.

Hitch (2005)
Foto: Hitch (2005)

Juno

Uma deliciosa comédia indie com personagens brilhantes, desde os protagonistas até aos papéis secundários. Ellen Page fica grávida em plena adolescência, logo na sua primeira relação sexual, e precisa de encontrar uma solução, que irá passar pela procura de pais adoptivos, por intensas relações de amizade um pequeno amor adolescente, que ainda tem muitos terrenos por conquistar.

Juno (2007)
Foto: Juno (2007)

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

Idealista, encantadora, impregnada de um realismo mágico… Amélie é um filme de culto e uma “religião” para muitas pessoas, sejam cinéfilas ou não. Caracterizado por uma fotografia fabulosa e original, o filme centra-se na sonhadora Amélie Poulin, uma personagem vintagehipster muito antes destes conceitos surgirem, que decide ajudar as pessoas que ama ou que mais lhe chamam a atenção. Pelo caminho, gnomos, pequenas travessuras, pedrinhas deitadas ao rio, morangos, a textura de certos alimentos e um caderno estranho com fotografias tipo passe que servem de base para uma nova aventura.

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001)
Foto: O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001)

Moonrise Kingdom

O filme mais primaveril de Wes Anderson, quem sabe pelo campo, pelo calor e pela frescura dos seus tons pastéis. Trata-se de uma obra sobre o o amor entre crianças que fogem da civilização e se entregam à magia dos ambientes naturais. Wes Anderson tem uma visão muito particular da vida, que nos mostra em cada um dos seus filmes. Aqui, o amor manifesta-se de várias formas, destacando-se a forma de amar destes jovens e divertidos fugitivos, com espirito de montanhistas.

Moonrise Kingdom
Foto: Moonrise Kingdom

E aqui fica a nossa selecção de filmes para a Primavera. Lembra-se de outros? Porque não faz autênticas maratonas audiovisuais com todos eles nas reconfortantes e mágicas noites de Primavera? A sensação é única.

Veja também 9 filmes cuja estética poderá inspirá-la para o seu casamentoO fabuloso casamento de Amélie Poulain: Uma inspiração cinematográfica cheia de cor! 7 maravilhosos filmes sobre casamentos: para se voltar a apaixonar!

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Quer divulgar a sua empresa na Zankyou?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação