12 coisas que aprendemos quando tomamos a decisão de amar alguém para sempre

12 coisas que aprendemos quando tomamos a decisão de amar alguém para sempre

O amor verdadeiro existe e é ele que nos impulsiona. Mas tudo o que é novo para nós vem com um período de aprendizagem. E em cada momento da nossa vida podemos estar a aprender algo de novo. Estar numa relação, dizer sim a uma vida a dois não é exceção.

12 coisas que aprendemos quando tomamos a decisão de amar alguém para sempre
Foto: Efeito Espontâneo
  • Vida a Dois
  • Conselhos
  • Msn
  • Amor
  • Casal

Tudo o que é novo para nós vem com um período de aprendizagem. E em cada momento da nossa vida podemos estar a aprender algo de novo. Estar numa relação, dizer sim a uma vida a dois não é exceção. E são muitas as lições que aprendemos quando tomamos a decisão de partilhar a nossa vida, quando tomamos a decisão de amar alguém. Hoje, enumeramos 12 dessas lições.

1. A diversão é precisa!

A diversão tem de fazer parte da relação. A pessoa que escolhemos amor pode nem ter o melhor sentido de humor do mundo, mas a cumplicidade que se cria entre duas pessoas faz com que ela nos faça rir (e sorrir) como ninguém. E isso é muito importante.

2. Uma relação é diária

Uma relação é uma escolha diária. Todos os dias trabalhamos para que ela aconteça, para que ela flua, para que ela tenha sucesso. É um ‘work in progress‘, sempre!

Veja também: 12 segredos para construir um lar feliz com o seu amor

guardar
Foto: Efeito Espontâneo

3. O amor verdadeiro existe

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

Não é uma fórmula exata que se repete de forma igual em todas as histórias, e muito menos um conceito abstrato. Ele existe nas escolhas que tomamos diariamente, no cuidado que temos com a pessoa amada, no orgulho que a temos de a ter ao nosso lado. O amor verdadeiro existe e é ele que nos impulsiona.

4. As discussões ajudam a crescer como casal

As discussões fazem parte do quotidiano e nem todas são negativas. Algumas discussões (de ideias e de opiniões) são produtivas e construtivas e ajudam o casal a perceber como podem ‘acertar as agulhas’. E o processo de reconciliação é especial.

Veja também: 9 discussões que tem de ter com o seu parceiro antes de casar

guardar
Foto: Power On Photography

5. Dar sem receber

Amar incondicionalmente é isso: querer tão bem à outra pessoa que damos o melhor de nós sem pedir algo em troca; mais, sem nos lembramos sequer de pedir algo em troca.

6. Os dias maus fazem parte

E não são sinónimo de rutura e nem mesmo de mal-estar na relação. Todos temos dias mais complicados e menos felizes e nas relações é preciso haver espaço para passar por eles. E sem a pressão de os justificar ou resolver.  

Veja também: Porque a perfeição nas relações não existe e nós não nos importamos

guardar
Foto: Power On Photography

7. Nem tudo é sobre ti!

Quando dividimos uma vida com alguém, aprendemos a ser menos egoístas e menos egocêntricos. As decisões passam a ser a dois e as batalhas que vencemos em conjunto. Aprendemos a ver o mundo com outros olhos e a sair um pouco de nós próprios e a abrir os nossos horizontes.

8. Os pequenos defeitos importam menos do que acharia

O amor não é cego. Mas tende a ser ‘condescendente’. E perdoa com uma facilidade incrível. Todos temos defeitos e pequenas imperfeições. E sim há defeitos com que é praticamente impossível de conviver, mas as pequenas imperfeições perdem a importância com o tempo. Aliás, com o passar dos anos, tornam-se até enternecedoras.

Veja também: As 5 atitudes que deve colocar em prática para que a sua relação funcione MUITO melhor!

guardar
Foto: Instante Fotografia

9. A felicidade fica mais simples

E consiste em poder partilhar tudo com a pessoa amada. Estar com ele/ela é tudo o que é preciso!

10. Admiramos as coisas mais simples

Não espere grandes gestos. É das coisas mais simples que temos orgulho, das pequenas delicadezas e dos pequenos gestos de amor no dia a dia. Dos jantares cozinhados nos dias de trabalho, dos miminhos que vêm no saco do pão quando vamos às compras, dos passeios simples de fim de semana. São, em suma, os detalhes.

Veja também: Os sete princípios para fazer o casamento funcionar

guardar
Foto: Instante Fotografia

11. O amor também implica sacrifícios

Nem sempre a nossa vontade egoísta prevalece. Nem sempre temos razão. Nem sempre podemos ter o que queremos, quando queremos, da forma que queremos. Mas quando amamos essas pequenas inconveniências tornam-se tão fáceis de tolerar…

12. Estás disposto a colocar tudo em causa, menos ele! 

A pessoa amada é a prioridade. E nada prevalece sobre ela. Porque ela é a nossa família, a família que escolhemos, e nada é mais importante do que a família.  

Veja também: As 10 qualidades do homem perfeito: agarrem-no se puderem!

guardar
Foto: Ludgi Fotógrafos

As relações não são estáticas. Pelo contrário, tem uma dinâmica muito própria que vive um pouco da sequência tentativa/erro. É normal que assim seja. Enquanto houver amor, há vontade de continuar. A errar, sim, mas a aprender também.

Talvez também lhe interesse:

 

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Power On Photography Fotógrafos e vídeo
Efeito Espontâneo Fotógrafos e vídeo
Instante Fotografia Fotógrafos e vídeo
Ludgi Fotógrafos Fotógrafos e vídeo

Dê-nos a sua opinião

Lista de casamentos Zankyou. Receba 100% dos seus presentes em dinheiro!